Open
  • Av. Marcos Konder, nº1111, Centro, Itajaí – SC

Você Sabia? Sobre o uso de cotonetes.

A cera de ouvido, também chamada de cerume, é uma secreção fisiológica produzida para limpar, proteger e lubrificar o conduto auditivo. Funciona como uma barreira contra as impurezas e corpos estranhos. As pequenas partículas que penetram com a poeira e a poluição ficam presas no cerume, que as impede de chegar ao tímpano. A partir disso, movimentos que ocorrem no conduto auditivo externo ajudam a empurrar o cerume velho para a abertura externa, da qual será eliminado durante o banho.

Retirar a cera de ouvido diminui uma proteção natural do corpo contra a ação bacteriana e fúngica. “O canal auditivo possui uma flora bacteriana que pode ser comparada à flora bucal, ambos apresentam diversos microrganismos, fundamentais para o funcionamento do corpo. Portanto, tentar limpar totalmente o ouvido, torna o ouvido mais suscetível a infecções”, explica o médico Vanderson Cristiano Polimeni, Clínico Geral do Hospital Marieta. Além de ajudar a prevenir a infecção, como otites externas, a cera ajuda a prevenir doenças. Devido ao seu aspecto oleoso, a cera também impede o ressecamento do interior da cavidade, protegendo contra a sensação de irritação, coceira e até mesmo a dor.

Em excesso, o cerume pode se acumular, endurecer e bloquear o canal. Os principais sintomas provocados pela obstrução são: dor, sensação de corpo estranho, zumbido, perda da sensibilidade auditiva, secreção purulenta e até tosse. O risco de obstrução aumenta com a idade, por conta do uso de aparelhos auditivos e com a introdução de cotonetes e outros objetos no ouvido. O diagnóstico é confirmado com auxílio de um otoscópico e o tratamento é realizado pela lavagem otológica. Nos casos de pessoas com otites frequentes, com próteses ou perfuração na membrana do tímpano, a irrigação para limpeza deve ser feita por um otorrinolaringologista.

A introdução de cotonetes, clipes, hastes de óculos ou de qualquer outro objeto no ouvido, é contraindicada. Embora eles possam retirar pequena quantidade de cerume, o que fazem é empurrá-lo contra a membrana do tímpano. Tratamentos populares como pingar azeite quente ou gotejar álcool, também não devem ser utilizados.

Recomenda-se que as hastes flexíveis sejam utilizadas apenas para limpar e secar a parte externa da orelha, e nunca serem introduzidas no ouvido. Seu uso incorreto é responsável por problemas como trauma no canal auditivo, obstruções, ruptura do tímpano e em casos mais graves, a perda da audição. De acordo com o Dr. Vanderson, outros métodos para retirar somente o excesso de cera de ouvido que ficam mais aparente na região externa podem ser por meio do uso de óleos para bebês, ou simplesmente pode-se enrolar uma toalha seca no dedo após o banho e passá-la levemente no ouvido.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">HTML</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Olá! O que você procura?