Av. Marcos Konder, nº 1111

Centro | Itajaí | SC

47. 3249-9400

Mapa
Notícias

03 de Outubro de 2019

Primeiro transplante renal realizado no Hospital Marieta completa um ano e instituição comemora desafios e conquistas desse período.

No sábado (5/10), o Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhausen celebra um ano do primeiro transplante renal da instituição e o sucesso do procedimento. Nesta mesma data em 2018, a jovem Rebeca Caetano Pereira, na época com 17 anos, ganhou um novo rim e a esperança de uma vida com qualidade.

Rebeca, moradora de Itapema, descobriu uma doença crônica nos rins mesmo sem histórico na família. Foi encaminhada para diálise, e começou então a busca por um transplante.

A jovem fez todos os exames no Hospital Marieta e em pouco mais de um mês chegou a boa notícia. Uma ligação confirmou que o órgão compatível estava chegando. A cirurgia comandada pela equipe do médico nefrologista André Barreto levou três horas e foi um sucesso. Um ano depois, Rebeca leva uma vida normal e saudável. “Temos sorte de comemorar um ano dessa data tão especial que trouxe a oportunidade de uma vida nova e mais confortável para todos os pacientes renais. Só tenho a agradecer por todo cuidado e carinho recebido e desejar esperança e paz para todos que estão na espera pelo transplante. Que possamos ter força para nunca desistir de lutar e fazer isso com alegria. Meus sinceros agradecimentos e que o dia da ligação da equipe de transplante chegue para todos que a esperam.”, finaliza Rebeca.

De acordo com o nefrologista, a primeira cirurgia abriu um caminho para inovar e para ajudar centenas de pessoas. “Um transplante reduz em até 10 vezes a chance de mortalidade dos pacientes e garante uma vida praticamente normal. É necessário fazer o uso de um remédio diariamente, porém, fora isso, a rotina é de uma pessoal totalmente saudável”, comenta o médico.

Estima-se que atualmente exista em todo o mundo 850 milhões de pessoas com doença renal, sendo que a doença renal crônica causa pelo menos 2,4 milhões de mortes por ano e nesses casos o transplante é uma possibilidade de tratamento para os pacientes que sofrem com o avanço da doença. “Neste procedimento, um rim saudável de uma pessoa viva ou falecida é doado a um paciente com doença renal crônica avançada. Por meio da cirurgia o rim é implantado no paciente e então começa a exercer as funções de filtração e eliminação de líquidos e toxinas”, explica o doutor André.

O Hospital Marieta tem independência total para a realização de cirurgias de transplante renal, ou seja, dispõe de um serviço 100% completo para realizar esse procedimento. “O Hospital é inovador neste trabalho no estado de Santa Catarina, realizando quase a totalidade dos exames pré transplante no próprio hospital e é capacitado para, na maioria das vezes, finalizar os exames em menos de um mês”, completa o médico.

Santa Catarina tem poucos pacientes aguardando atualmente pelo transplante em relação à média nacional. São menos de 10% no estado, enquanto a média no país é em torno de 17%. Tendo em vista esses dados, o ambulatório de pré-transplante do Hospital Marieta está vago e com grande capacidade para atender a população, podendo contribuir na tentativa de colocar em lista os pacientes em diálise com dificuldade para tal acesso. Desta forma o hospital tem incluído os pacientes em lista de transplante com rapidez e realizado os transplantes com resultados esperados para um centro de alta qualidade.


O Hospital
Especialidades
Ver Todas +
Serviços
Ver Todas +
Novidades

Informações

Trabalhe conosco
Mensagem para Pacientes
Contato
Logo Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhausen
CNPJ: 60.194.990/0022-00
Av. Marcos Konder, nº 1111 | Centro | Itajaí | SC
CEP: 88.301-303
Fone: 47. 3249-9400
Siga-nos:
Face
www.csxsolucoes.com.br